Zona de desastre

Uma das coisas que mais me aborrece no convívio social é a quantidade de conversa superficial que temos de suportar/produzir. Custa-me muito despender energia nesse bate bolas incipiente. As pessoas dizem coisas sobre gadgets, restaurantes, celebridades, modas e eu fico ali a tentar dizer alguma coisa semelhante a batatas cozidas, simples, digno, para encher. Até os meus amigos fogem de assuntos interessantes e importantes. Ninguém me pergunta como passo os dias, se tenho medo de não arranjar emprego. Se pergunto a alguém como vai o trabalho, ou a família respondem-me com evasivas, vai andando, nada de interessante. Ou é um jogo social muito cansativo ou se calhar estou louca, sou uma zona de desastre de que ninguém se quer aproximar.

Anúncios

7 thoughts on “Zona de desastre

  1. Mas não me parece que sejas tu a tal “zona de desastre”. A maioria das pessoas já não sabe falar de nada interessante, as conversas são todas cinzentas e na verdade ninguém quer saber como qualquer outra pessoa passa o dia, se está bem, mal ou assim-assim. Ou se calhar até querem mas já não sabem como, conversar é um actividade em vias de extinção.
    Não nos conhecemos (mas eu leio regularmente este blog) por isso desculpa lá meter-me mas acho mesmo que és mais sã que a maioria.

    Gostar

  2. Epá, eu devia ser sua amiga, sj.

    (uma vez ia mesmo morrendo de tédio quando uma mulher numa ocasião social começou a conversar comigo sobre marcas de batons… tive de lhe explicar que eu não uso batom para além do do cieiro que compro no supermercado – e ela ficou horrorizada, claro, nem escondeu)

    Gostar

  3. Ele há dias em que me dá ideia que alguém me rodeou de uma cintura de segurança, mas a quilómetros, e com avisos de radioactividade. ele há dias em que isso me incomoda, e ele há dias em que isso me sossega. E tinha dado jeito hoje, quando o tipo ao meu lado no metro sacou de um corta unhas.

    Gostar

    1. Ai pá credo. Mas olha no outro dia estive numa sala de reuniões da administração de uma daquelas empresas top do top e era só unhacas pelo chão, uma nodja.

      Gostar

Os comentários estão fechados.